terça-feira, outubro 30, 2007

Faz tempo...

Você pode falar,
Eu não vou ouvir.
São só lamentos,
Sentimentos diversos.
Estou longe, distante,
Viajando dentro de mim,
Dentro de minhas questões,
Entre poucas certezas
Que passam a ser dúvidas.
Quando preciso, você se afasta
Ou eu fico repulsiva?
Crio um muro
Para me proteger
E você não entende por quê.
Acredita que tenho que parar com isso,
Mas essa é minha defesa.
Acha que estou fria?
É mais uma arma
Para me afastar da realidade
Que bate sem dó todos os dias.
A distância aumenta
E quando parece diminuir
Empurram-me.
Sou difícil? Brava?
Não, normal e cheia de defeitos.
Eu me adapto aos seus,
Por que você não pode fazer o mesmo
E apenas me abraçar
Dizendo que está tudo bem,
QUe isso vai passar?
Não cobre o que sabe que não farei.
Nem parece que me conhece!
Só diga que me ama
Que o restante se ajeita.
Você sabe que isso passa!

*Paula Cabral Gomes*

Um comentário:

Harrypicadura disse...

gostei mui to de seus textos, principalmente aquele "o silencio televisivo" do zine, LEMBRA?

muito bom

sempre q escrever, poste! eu gostode ler seus textos