quinta-feira, outubro 05, 2006

Começando pelo começo

Você sempre quis saber como começou essa coisa toda de EMO, cabelos na cara, piercings, lápis preto nos olhos, cara triste, músicas bregas pacas?

Aqui está:

Alemanha, 1941. Filho de pai Gótico e mãe miguxa, Adolfinho, cansado de sofrer nas mãos do valentão da escola (um tal de Stalin), resolve se revoltar contra tudo isso aí. Compra um All-Star, um par de óculos de acetato e uns CDs do My Chemical Romance, tudo pra dar vazão aos sentimentos. Então, só pra deixar de ser babaca, apanha ainda mais. Pra piorar tudo, a namorada Mussolini termina com ele. Desolado, em 1º de Maio de 1945, resolve fazer a coisa mais emo que existe: se matar.
Será?
Existe apenas uma coisa mais emo que suicídio: Um suicídio que não dá certo.


Texto retirado do site:
http://desciclo.pedia.ws/wiki/Emo

A engraçadíssima Desciclopédia da Wikipédia.

4 comentários:

Daniel_hermano disse...

HAu uAH Ah uah

muito bom
"Adolfinho"...q bizarro

Elis, praticamente sem carro disse...

desciclopédia é demais!!!

carlitos disse...

não sabia que o my chemichal romance existia desde 1941. uau, que coisa louca esse mundo. ainda bem que existe essa desciclopédia, um arquivo bem sério da história da humanidade.

Mônica disse...

KKKKKK!
Quase morri de tanto rir no laboratório esse dia. Viva a desciclopédia!